julho 19, 2012

Um novo olhar!




















Um novo olhar para um mundo velho, ou um mundo novo que renova nosso velho olhar?
Sempre que olhamos, ainda que com um velho olhar, olhamos algo novo, pois tudo passa, tudo muda
O novo nem sempre é o que olhamos, mas sempre como olhamos será determinante para ser algo novo
Não renovamos nosso olhar enquanto não esperarmos de fato o novo

O novo muitas vezes está velho, ainda que busquemos renová-lo
Pois a renovação não é apenas o olhar, mas o olhar que temos do olhar
O olho é a forma que manifestamos o olhar, mas o olhar não está apenas no olho, mas no interesse
É o olhar que faz com que nosso olho se mova em direção ao novo

Não precisamos olhar muito para perceber que alguns olhares precisam se renovar
Mas ao se renovar impreterivelmente olharemos com mais frequência
Pois aquele que se renova, e por isto busca o novo, sempre insistirá em um novo olhar
O mundo pede um olhar sempre renovado, mas não faça da renovação a negação do bom olhar

Angústia que vivemos, por um desejo ardendo pelo inexistente
A busca ardorosa pelo outro, pelo inefável, pelo transcendente
Um existencial questionamento que nos incomoda cotidianamente
A tentativa de olhar para dentro de si, para dar sentido para o que está sempre fora de nós

Fabiano Mina