dezembro 16, 2010

Já sei, você acredita em Papai Noel!

Não me diga que você é um daqueles que acredita que os políticos estão mais preocupados com o povo do que consigo mesmos?
Não me diga que você acredita que as grandes potências mundiais quando se reúnem para falar de ajuda aos países mais pobres estão pretendendo ajudá-los mesmo que isto signifique que ao ajudar eles mesmos ficarão menos ricos?
Não me venha fazer acreditar que você crê que o futebol, o samba e a feijoada são realmente as coisas mais divulgadas no Brasil pelos estrangeiros sem nunca ter ouvido deles próprios o que pensam ao nosso respeito?
Não diga você a mim que você acredita que não somos um país homofóbico, racista, preconceituoso e sectarista?
Não me diga que você realmente acredita que nossa educação pública vai bem só porque em tempo de eleições os políticos apresentam um porção de estatísticas positivas na mída?
Não pode ser que você quer me fazer crer que o perfil da mulher brasileira é o daquelas mulheres arredondadas com músculos, silicones e plásticas, ou aquelas esqueléticas anorexias dos desfiles de moda?
Não me venha fazer acreditar que você realmente crê que ao dar esmolas para mendigos na rua está realmente ajudando alguém a sair daquela situação?
Não me diga que você acredita que Jesus veio salvar o mundo e depois de tudo o que ele sofreu ainda assim ele espera que você sofra também para ser salvo?
Não posso acreditar que você acredita que no fim de ano é a melhor data para rever tudo o que você fez ou não fez o ano inteiro acreditando que tudo irá melhorar só porque uma data do dia 31 de dezembro muda para 01 de janeiro do ano seguinte?

Já sei: você acredita em Papai Noel.

Fabiano Mina